E ai gente, belezinha?

Hoje eu vou compartilhar com vocês todos os detalhes da minha experiência trabalhando como voluntária pelo workaway.info morando num CASTELO NA ESCÓCIA em troca de hospedagem e alimentação. Pra quem não conhece muito bem sobre o Workaway eu recomendo a leitura desse outro post aqui, onde eu explico direitinho pra vocês tudo sobre o workaway.info e essa coisa toda de Work exchange.

Como eu encontrei o Castelo na Escócia para a Troca de Serviço por moradia?

Pra quem conhece um pouquinho do nosso estilo de vida sabe que somos muito flexíveis em relação ao planejamento das nossas viagens. Como mudamos quase todo mês para um país/cidade diferente, planejar acaba virando algo rotineiro, e meio que deixamos de lado pra última hora se possível rs. Foi mais ou menos assim que fomos parar no Castelo na Escócia. Estavamos buscando por um host do workaway nos países do Reino Unido, mas sem nenhum lugar fixo em mente, e ai comecei a pesquisar por todas as opções disponíveis. Foi quando achei o Castelo. A princípio achei meio estranho, nunca imaginei que seria possível morar num castelo, mas ai percebi que o negócio era sério e que realmente tinham diversos voluntários trabalhando lá enquanto moravam com os donos fazendo essa troca de serviços.

Foi difícil ser aceita pelos anfitriões?

Ai tomei coragem e mandei logo aquela mensagem toda trabalhada no “marketing pessoal” falando sobre a nossa família e tudo que poderíamos prover pra eles e depois de poucos dias recebi a mensagem da host (anfitriã) dizendo que amaria nos hospedar e que teria duas semanas disponíveis. Logo aceitamos e planejamos nossa viagem saindo da França pra Escócia, isso foi em Setembro de 2016. Acordamos algumas coisas sobre o tipo de trabalho que faríamos mas não tinha nada certo ainda, eu nem imaginava o que estaria fazendo lá pra falar bem a verdade hehe. E sempre da aquele medinho né, afinal é uma vivência nova, você vai estar morando na casa de um estranho.

Como foi a chegada na casa do Host do Workaway e a primeira impressão

Chegamos e fomos super bem recebidos pela dona do Castelo, que foi nos buscar na estação de trem junto com uma outra voluntária que também estava acabando de chegar pra passar duas semanas com eles, fazendo o mesmo esquema do workaway. Já na hora eu fiquei toda feliz pois acabamos virando boas amigas e tivemos a mesma experiência juntas fazendo o voluntariado. O castelo é localizado bem numa área super rural, não tem nada, absolutamente nada perto haha, você tem que dirigir pelo menos uns 20 minutos pra chegar em um mercado ou qualquer lugar que haja vida humana 😀

Na hora que estavamos dirigindo pela estradinha de terra sentido ao castelo eu estava meio distraída e nem percebi que estavamos quase chegando, quando de repente fui surpreendida com aquela vista linda do castelo gigantesco em meio a imensidão verde que o rodeava. Parecia cena de filme sabe? Quando a empregada ou babá chega na mansão pela primeira vez? haha tipo o filme Me Before You. Na hora eu olhei pro Aaron, meu marido e pra outra voluntária com aquela cara de: Mano, não acredito que vamos mesmo morar aqui por 2 semanas!

Dá uma olhada nesse vídeo profissional TOP mostrando o castelo!

 

Entramos no Castelo e fomos levados pro nosso quarto, GIGANTESCO, MASSIVO, o quarto era do tamanho da kitnet que moramos por 9 meses em Florianópolis antes de irmos pro nosso Mochilão pela Europa haha. Confortável, cama gigante, janelonas com vista linda pro campo, enfim, era meio que um sonho. Descemos e fomos recebidos pelos outros 13 voluntários, SIM TREZE VOLUNTÁRIOS estavam morando lá também haha e isso só pra ajudar os 3 residentes do castelo, mãe, pai e menino de uns 6 anos. Todo mundo de países e continentes diferentes, o que mais se ouvia lá eram linguas que eu não entendia nada haha mas eu já sabia que a troca cultural seria incrível.

Primeiro dia de trabalho pra mim foi conhecendo o castelo, com seus mais de 50 cômodos, mais de 40 quartos, 4 andares, sala de cimena, biblioteca, salas de jogos, várias salas imensas com lareiras, enfim, o negócio era grande demais. Eu morria de medo de perder o Orion, nosso baby que na época tinha apenas 1 ano e 4 meses, pelos cômodos do Castelo.

Tipo de Trabalho voluntário que eu fazia em troca da hospedagem

Cozinhar

Um dos meus trabalhos principais era cuidar da janta pra todos que moravam lá no castelo. Éramos 15 voluntários e os 3 donos da casa, então era comida pra caramba! Eu começava a cozinhar por volta das 4:30 – 5:00 da tarde pra tentar servir até ás 7:00hrs. Demorava bastante pra cozinhar, e alguns deles tinham restrições então ainda tinha que fazer comida vegetariana pra alguns deles. Eu tinha ajuda de mais algumas meninas voluntárias, mas ainda assim era bastante trabalho, especialmente pra cortar e descascar os legumes e verduras e planejar as refeições, o que cozinhar, conferir se tinha ingrediente suficiente e tals. O nosso baby normalmente ficava brincando na cozinha enquanto eu trabalhava então era bem tranquilo.

Fazendo pão caseiro

Limpar

Eu ajudava também na limpeza durante a manhã, normalmente eu limpava o quarto do casal e o quarto do filho deles, então isso envolve juntar os lixos do chão, passar aspirador de pó no carpete do quarto, tirar o pó dos móveis e colocar os brinquedos e coisinhas no lugar.

Organizar

Uma outra tarefa que eu fiz bastante e me levou pelo menos 1 semana do meu trabalho foi organizar todos os livros da Biblioteca do Castelo. Organizava em ordem de gênero, então as vezes era meio chato pois eu tinha que primeiro descobrir qual o gênero do livro e depois colocar na ordem, e pra quem não sabe eles eram todos em inglês o que dá uma dificultada as vezes ne rs. Eu acho que no total eram pelo menos uns mil livros que eu tive organizar na ordem que eles queriam.

Outra parte do trabalho de organizar foram as roupas de cama. Imagina uma casa com mais de 40 quartos com pelo menos uma cama em cada um, agora imagina o tanto de roupa de cama que tinha naquele castelo haha. Tem um closet inteiro só pra isso, e eu tive que organizar tudo que era lençol de cama de solteiro, de casal, cama king, cama queen, fronhas, edredon e por ai vai. Esse foi meio complicado porque estava uma bagunça dos infernos quanso eu cheguei haha por que todo mundo que precisava de um lençol ia lá pra essa salinha e começava a fazer a bagunça procurando o lençol do tamanho ideal pra sua cama, então já imagina né.

Assiste esse vlog no nosso CANAL NO YOUTUBE! Eu conto tudinho sobre a experiência lá no Castelo.

Lavar roupa

Eu tambpem lavava as roupas dos chefes e do menino, e algumas roupas de cama. Isso era até que tranquilo mas é o tipo de serviço que você tem que ficar voltando a cada uma hora pra conferir de terminou a lavagem, estender a roupa, separar a próxima pilha de roupa pra lavar e assim vai.

Carga Horária

Eu trabalhava das 9 ás 12 e tinha uma folga de algumas horas. Começava novamente das 5 ás 7, de segunda á sexta, com folgas nos finais de semana.

O serviço voluntário que meu marido fazia em troca da hospedagem

Meu marido ajudava na parte de marketing digital pro site do Castelo que estava á venda na época. Ele ajudou a criar o site, página na wikipedia, enfim, esses serviços de SEO que eu não entendo bem suficiente pra explicar pa vocês, mas é isso aí :D. Ele trabalhava pra ela das 7:00 da manhã á 1:00 da tarde. Workaway é sempre assim, você trabalha de 4 á 5 horas por dia, 5 dias na semana. Ele também ajudava as vezes com pintura e reforma de alguns cômodos e também fez alguns serviços no jardim como cortar a grama.

Valeu a pena a Experiência da Troca Cultural?

Sim, definitivamente! Foi incrível poder conhecer pessoas especiais e saber mais da história de vida de cada um deles. Essa é a minha parte preferida em fazer esse serviço voluntariado do workaway. Você acaba tendo a chance de conhecer culturas novas, fazer amigos que talvez jamais conheceria, aperfeiçoar um segundo idioma, comer comidinha caseira e típica do país, sem falar nos perrengues que sempre tem e acabam virando histórias engraçadas pra contar.

Sempre vou me lembrar com carinho dos momentos gostosos quando depois de horas cozinhando eu servia a nossa comidinha fresquinha pra todas aquelas 17 pessoas sentadas famintas na mesa gigante da cozinha do castelo. Ouvir que eles amaram a receita e que estava gostoso era o meu maior prazer. Momentos como assistir filme todos juntos na sala do cinema do castelo depois de um dia longo de trabalho, sempre serão lembrados. Os passeios que fizemos nos dias livres de final de semana, as risadas e histórias compartilhadas com alguns dos voluntários e todo o carinho que todos tiveram com o nosso filho são tesouros que guardarei dessa experiência.

Pra mim a troca de serviço feita pelo workaway vai além do quarto de graça com o prato de comida, é uma troca cultural mesmo que une pessoas do bem em diversos lugares do mundo que precisam de ajuda. Saber escolher seu anfitrião, ter uma atitude positiva, ser flexível, maleável e saber que ambas as partes estão sendo beneficiadas é a chave pra uma boa experiência.

Espero que tenham gostado do post e de saber um pouquinho mais sobre como foi Morar num Castelo na Escócia através do workaway.info

Beijo!

Author

1 Comment

  1. Que lindaaaa experiência! Imagino o quanto foi inusitado e emocionante! Isso é que é viver !!!
    Desfrutar a vida sem medos , não tem preço. Oque a gente leva da vida, é a vida que a gente leva.
    Eu adoraria poder fazer o mesmo, mas tenho um cãozinho e um gatinho. Beijossss e muito sucesso pra vocês, queridos.

Write A Comment