E aê gente, belezinha?

Muita gente me pergunta sobre como funciona o Workaway.info e todos os detalhes sobre essa Troca de Serviços por Hospedagem & Alimentação, e por isso fiz esse post SUPER COMPLETO com todas as informações que você precisa saber antes de começar a procurar pelo seu primeiro anfitrião e realizar essa troca de Trabalho por Hospedagem.

Eu vou dividir esse post em Direitos e Deveres do Site Workaway, do Host (Anfitrião) e do Voluntário. Dessa forma fica mais fácil saber as responsabilidades de cada um deles nesse programa de work exchange.

Pra quem quiser acompanhar um pouco de como foram as minhas duas experiências fazendo esse programa, cliquei aqui e leia o relato do meu voluntariado num Castelo na Escócia por 2 semanas com o Workaway ou então o relato de 1 mês morando com uma família maravilhosa no Norte da Itália.

Dia de folga passeando no Lago Garda no Norte da Italia

Direitos e Deveres do Voluntário – O Workawayer

  • Idade: O voluntário precisa ser maior de 18 anos para fazer esse serviço. Você consegue ir se você for menor caso esteja indo com um resposável, pai ou mãe por exemplo.
  • Perfil: Você precisa ter um perfil no site com todos os seus dados mostrando quem você é, seus hobbies, talentos, habilidades, experiências anteriores, tipo de serviço que você gostaria de oferecer, fotos, vídeos etc. Lá é o seu espaço para mostrar suas habilidades e tudo que você pode oferecer para o seu Host em troca da Moradia e Alimentação. Tem que ser um perfil bem completo afinal é o seu currículo no site, é a sua carta de primeira impressão pras famílias que vão ver o seu perfil. Muitos outros voluntários estarão mandando msgs para aquela mesma família então você precisa se sobresair e se distacar dentre eles. Clique aqui e assista meu vídeo sobre como criar um perfil MARAVILHOSO no site.

  • Achar o Host: Você é o responsável por encontrar a sua família que vai te hospedar. O site não ajuda a encontrar quem quer te hospedar, você filtra no site de acordo com seus gostos e dessa forma cria uma lista de todos os pontenciais anfitrições e assim envia mensagem pra todos eles na esperança de que alguém vai te aceitar pra morar com eles. Muitos hosts não respondem rápido, e outros nem respondem se não gostarem do seu perfil, é triste mas é a realidade rs.
  • Carga Horária: O voluntário tem que trabalhar de 4 á 5 horas por dia, 5 dias na semana, essa é a agenda mais comum de um workawayer. Mas depende de cada família ou hostel. Isso será acordado entre você e o host. Meus horários eram normalmente de manhã, das 8 ás 12 e 1 hora a noite na hora da janta pra ajudar a fazer a refeição, e finais de semana livres.
  • Folgas: O voluntário poderá tirar dias seguidos de folga, o que é MARAVILHOSO pois você consegue planejar viagens de final de semana pra sair da rotina, dar uma recarregada nas energias e dar um tempinho pra família ter seu tempo próprio sem você por perto (super importante pra boa convivência). Nos meus finais de semana morando com uma família Italiana por 1 mês no Norte da Itália eu consegui visitar Veneza, Milão, Lago Guarda, Sirmione e Bréscia. Foi incrível e eu morro de saudade dessa experiência.
Final de semana de folga em Veneza durante a morada na Italia pelo workaway
  • Trabalho: O tipo de trabalho que você vai oferecer pra família depende do que eles precisam, mas normalmente varia entre cozinhar, limpar, cuidar do jardim, horta, fazendas, recepcionista em hostel, babá, ensinar idiomas, cuidar de idosos, cuidar de animais etc. Tem de tudo, você pode selecionar o tipo de serviço que você quer oferecer.
  • Regras de Boa convivência: Importantissimo pro voluntário fazer da casa do host a sua casa, limpar depois que bagunçou, ajudar a lavar a louça depois das refeições, limpar seu quarto sempre e banheiro de vez em quando, coisinhas básicas que vão te ajudar a ter uma boa experiência e deixar uma boa impressão pra família.
Um dos meus trabalhos com a família da Itália, fazer artes com argila ajudando a Host que fazia pra vender.

Direitos e Deveres do Site – O Workaway.info

  • O que faz: O site workaway.info funciona como uma ponte que conecta os anfitriões e os voluntários. No site você consegue ver os perfis de todos os anfitriões que querem receber alguém em casa de graça em troca de 4 á 5 horas de serviços por dia, 5 dias na semana.
  • Oportunidades: No site você encontra mais de 32 mil vagas em 170 países. Tem famílias, hostels, fazendas, casa de campo, hotel enfim são inúmeras as oportunidades de achar alguém legal que vai te hospedar.
Exemplo de famílias no site
  • Agência de Intercâmbio: O Workaway.info não é uma agência de Intercâmbio. Não provê nenhum tipo de documentação pra ti comprovando que você fez essa troca cultural e não ajuda com nenhuma parte burocrática em relação a encontrar uma família pra te hospedar.
  • Valores: O site te permite visualizar todosos anfitriões, mas para enviar uma mensagem pra eles pedindo para ser aceito na troca de serviços você precisa se cadastrar no site. Tem que pagar uma taxa anual de USD$ 32 dólares para 1 perfil de 1 pessoa, ou USD$ 42 dólares caso o perfil seja um perfil em uma dupla de amigos viajando juntos ou casal como eu, meu marido e filho, por exemplo. Esse é o único valor que você paga pra fazer essa troca cultural.
  • Visto: O Workaway não ajuda a tirar visto, caso você queira fazer essa troca de serviços por hospedagem em um país que requer visto específico. Normalmente todos que fazem workaway entram nos países estrangeiros somente com o visto de turista mesmo.
  • Passagens Aéreas: O Workaway não paga pelas suas passagens aéreas e nenhum transporte de forma alguma para que você saia da sua localização e vá para a casa do Host, todos esses custos são responsabilidade do voluntário.
  • Comunicação: Toda conversa entre você e o anfitrião é feita pelo site, o que é ótimo pois você consegue ter relatado toda a conversa desde o começo, então aproveite para perguntar tudo antes e ter documentado o que foi acordado entre você e o host para que se houver algum problema você tem pelo menos alguma prova de que ele prometeu tal coisa e não esta cumprindo.
Limpando a horta, um dos meus deveres na hora do trabalho, e alimentar as galinhas tbm hehe.
  • Comunidade de voluntários: No site do Workaway você consegue se conectar com outros voluntários na sua área, o que acaba sendo legal para marcar encontros, fazer amigos, conhecer gente nova que esta vivendo uma experiência parecida com a sua.
  • Fotos: No site tem uma Competição de Fotografias tiradas pelos voluntários durante o “Intercâmbio”, e todo mês é selecionado um ganhador com a melhor foto, que recebe um prêmio em dinheiro (não mencionado o valor no site).
  • Danos & Seguros: A empresa workaway.info não se responsabiliza por danos ocorridos durante a sua viagem, na maioria das vezes os voluntários dizem que eles não dão assistência nenhuma na verdade, por isso que é importante ter independência financeira e ter um bom dinheiro guardado mesmo que você esteja ficando de graça na casa de alguém. Tudo pode acontecer e estar preparado financeiramente e emocionalmente é super importante.

Direitos e Deveres do Anfitrião – O Host

  • Moradia: O host precisa prover uma moradia para que você fique hospedado durante a sua estadia com eles. Isso varia muito de cada caso, mas na maioria das vezes se você for ficar na casa de uma família, eles te darão um quarto só pra você na casa deles. Já vi casos de famílias que tem uma kitnet toda mobiliada no quintal e o voluntário tem a casa só pra ele. Outros casos também do voluntário ter que dormir numa cama dentro do quarto das crianças. Diversos outros de a hospedagem e serviço ser feita num Hostel e lá você dorme num quarto com outros voluntários, é muito comum no site ter donos de hosteis procurando voluntário. Eu particularmente prefiro procurar por hosts que são na casa de uma família ao invés de hostel, acredito que a Troca Cultural é muito maior, a amizade e dia a dia acaba sendo algo mais família e a imersão no país visitado é mais intensa.
Minha amada Nonna Italiana ♥ a Avózinha querida que morava na casa onde estavamos sendo hospedados e roubou meu coração. Eramos tipo Best Friends!
  • Pagamento: Os hosts e o site não te pagam absolutamente NADA pelas horas de serviço, é uma troca de serviços, você trabalha pra eles e eles te dão a casa e comida.
  • Comida: A maioria dos hosts te dão alimentação incluso com a hospedagem. Ambas as nossas experiências tanto na Escócia quanto na Itália nós comemos todas as refeições com a família, alimentos que eles compravam e nós ajudavamos a preparar. Café da manhã, Almoço e Janta. Era incrível pois conseguimos provar a comida típica do país em cada refeição. Hostels costumam não dar as refeições, o que pra mim é algo que eu levo em consideração e discarto caso não ofereçam as refeições também. Isso vai estar escrito no perifl deles, e se não estiver é só perguntar pra não ter dúvidas.
  • Restrições Alimentares: Alguns hosts vão atender ás suas restrições alimentares, dieta vegetariana, gluten free, intolerância á lactose etc. É importante deixar tudo isso bem claro antes mesmo de chegar lá pra evitar problemas. Alguns hosts tambem oferecem as refeições memso no seu dia livre, ex num sábado que você estava de folga você saiu e ficou o dia inteiro fora, chegou bem na hora do jantar, eles deixam você comer com eles também, mesmo que não foi um dia trabalhado. Mas isso não é regra, depende da família e de quão boa é a interação/amizade de vocês.
  • Troca Cultural: Os anfitriões são sempre muito dispostos a te oferecer uma Troca Cultural incrível. Eu acho uma oportunidade perfeita para aperfeiçoar um segundo idioma, muitos deles te ajudam a aprender o idioma local, te indicam aulinhas gratuitas e curtas que você pode fazer na comunidade no seu tempo livre, te ensinam sobre a história e costumes do país deles e claro, é uma aula gatronônima incrível, por que você vai estar aprendendo com o local como fazer as comidinhas de lá, e provar durante as refeições com a família.
Tajine Marroquinho Vegetariano MARAVILHOSO que uma das moradoras da casa, de Marrocos, fez pra nós pra janta durante o nosso workaway na Itália.
  • Transporte: Muitos deles vão te buscar no aeroporto ou na estação de trem mais próxima quando você chega pra ir pra casa deles pela primeira vez.
  • Folgas: A maioria das famílias oferecem dois dias de folga, para cada 5 dias trabalhados. Mas isso depende da necessidade de cada um, já vi voluntários que trabalhavam 4 dias seguidos e tinham 3 de folga. O importante é ter seus horários claros e contar as horas pra que não se aproveitem do seu trabalho. Máximo são 25 horas por semana, passou disso já é exploração!
  • Benefícios extras: Na casa do host você pode sempre ficar a vontade pra tomar seu banho em paz, utilizar a internet da casa, tv enfim muitas famílias cadastradas lá estão abertas pra te receber como um amigo, mas sempre tem os que estão realmente só procurando pela mão de obra gratuita. Por isso que eu pesquiso MUITO antes de fechar com alguém, pra que evite uma experiência ruim com o programa.Algumas famílias, especialmente na Europa, te permitem usar a Bike pra passear no seu tempo livre, outras até tem um carro extra que você consegue dirigir durante o horário de trabalho, especialmente se você tiver cuidando de crianças e precise levar eles para lugares diferentes.

Espero que tenha sido de grande valor pra vocês esse post gente! Fiz com carinho pra esclarecer as suas dúvidas sobre o programa do Workaway.info. Eu amo demais essa troca cultural e sempre recomendo acho incrível essa oportunidade de aprender sobre um país novo, morar com uma família e contribuir ajudando de alguma forma. Lembrando que escolher bem quem vai te hospedar é crucial para uma experiência positiva. Boa sorte e qualquer coisa estou por aqui pra ajudar!

Beijinho!

Author

1 Comment

  1. Amei as dicas!!!
    Meu sonho é viver viajando e poder conhecer outros países. Gosto muito de viajar e conhecer novas culturas, pessoas e lugares; mas infelizmente ainda não consegui sair do Brasil
    Quem sabe um dia! Hehe
    Parabéns pelo Blog, está lindo! E tudo de bom p você e sua família maravilhosa… Bjss

Write A Comment